Quais são os tipos de hipertensão?

tipos de hipertensão

A hipertensão arterial é o aumento anormal por um longo período da pressão que o sangue exerce nas paredes das artérias ao circular pelo organismo. Mas você sabia que existem diversos tipos de hipertensão

Pois é! E vamos te mostrar neste artigo quais são eles. Acompanhe!

Os perigos da hipertensão

Para chegar a todas as partes do nosso corpo, o sangue precisa ser bombeado pelo coração e com isso exerce uma força sobre as parede internas das artérias que, por sua vez, naturalmente, oferecem certa resistência a sua passagem. E é essa disputa que define a pressão arterial. Quando a pressão é alta, significa que o coração precisa fazer um esforço maior do que o normal para que o sangue seja distribuído corretamente.

A pressão alta traz inúmeros problemas para quem sofre desse mal e por isso, precisa ser prevenida e controlada. Infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral (AVC) e outras enfermidades têm como principal fator de risco a hipertensão arterial.

Como já mencionamos aqui no blog, segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão, a pressão arterial é considerada alta entre os adultos quando está acima de 13 por 9.  Assim, temos os seguintes valores de referências para adultos: 

  • Normal: sistólica entre 105 e 120 mmHg e diastólica entre 60 e 80 mmHg;
  • Pré-hipertensão (limítrofe): sistólica entre 121 e 139 mmHg e diastólica menor  entre 81 e 89 mmHg;
  • Hipertensão, estágio I (Leve): sistólica entre 140 e 159 mmHg ou diastólica entre 90 e 99;
  • Hipertensão, estágio II (Moderada): sistólica entre 160 e 179 mmHg ou diastólica entre 100 e 109 mmHg; 
  • Hipertensão, estágio III (Grave): sistólica maior que 180 mmHg e/ou diastólica maior que 110 mmHg.

Para fazer a medição da pressão é usado um aparelho chamado esfigmomanômetro, posicionado em volta do braço, e um estetoscópio para ouvir os sons do peito. O primeiro número é registrado no momento em que o coração libera o sangue. Essa é a pressão sistólica (ou máxima), que não deve ultrapassar 12 mmHg. Já o segundo valor é a pressão diastólica (ou mínima), que deve ficar em torno de 8 mmHg. 

Os tipos de hipertensão

Sim, existem diferentes tipos de hipertensão e é importante conhecer cada uma delas, já que têm causas diferentes.

1. Hipertensão arterial primária

Esta é a forma mais comum, acontece entre 85% e 95% das pessoas com hipertensão arterial. É o aumento da pressão que acontece com o envelhecimento e se relaciona com o aumento da rigidez da parede arterial. 

Ela é consequência da soma de fatores genéticos e ambientais, principalmente os hábitos pouco ou nada saudáveis, como a má alimentação, incluindo o consumo elevado de sal, cafeína, tabagismo e sedentarismo.

2. Hipertensão arterial secundária

A hipertensão arterial secundária é aquela cuja causa é conhecida e acontece entre 5% e 15% das pessoas com hipertensão arterial. A identificação de hipertensão em jovens ou quando o tratamento e controle requer uso de vários remédios pode levar o médico a suspeitar de hipertensão secundária. 

A hipertensão secundária pode ser causada por: 

  • Doenças renais;
  • Problemas na glândula suprarrenal, que é responsável por vários hormônios, entre eles, o cortisol, hormônio do estresse;
  • Gravidez;
  • Estreitamento da válvula aorta;
  • Efeitos secundários associados ao uso de medicamentos como analgésicos e remédios para controle de peso, por exemplo.

Bem, esses são os dois tipos de hipertensão. Porém, independente do tipo, a pressão arterial pode e deve ser controlada para que se consiga levar uma vida perfeitamente normal e livre das complicações que ela pode trazer quando elevada. Assim, nada melhor do que levar uma vida saudável, seguir todas as recomendações médicas e monitorar diariamente a pressão arterial.

E quando falamos em monitorar a pressão arterial o ideal é poder contar com um bom aparelho para sua medição em casa. E para te ajudar na escolha leia nosso artigo Descubra qual é o melhor aparelho de pressão para ter em casa.

Aqui você encontra artigos sobre hipertensão, além de indicações dos melhores produtos para melhorar a sua qualidade de vida e também dicas para prevenção desta e outras patologias relacionadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *