Pressão alta emocional: o que é e como lidar com esse problema?

pressão alta emocional

A pressão alta emocional é proveniente de problemas psicológicos como ansiedade, estresse, assim como alguns traços de personalidade. Por meio de alguns sinais, eles podem provocar um desequilíbrio das emoções e pensamentos do paciente.

Sendo o estresse um dos principais fatores desencadeadores da pressão alta, além disso, está diretamente ligado às doenças cardiovasculares.

Portanto, saber exatamente o que é a pressão alta emocional, bem como os meios de resolver o problema é fundamental para uma melhor qualidade de vida.

Com base nisso, elaboramos esse post para que saiba mais sobre o assunto. Fique conosco!

Afinal, o que é pressão alta emocional?

A pressão alta emocional está associada aos altos níveis de estresse. Com isso, a pessoa afetada tem maior probabilidade de justificar o uso do cigarro, consumo de bebidas alcoólicas ou comida em excesso como forma de aliviar o estresse.

Em contrapartida, o corpo emite alguns sinais, que servem de alerta para mostrar que algo não vai bem no organismo da pessoa, como:

  • Aumento do ritmo cardíaco;
  • Respiração acelerada;
  • Aumento da adrenalina, noradrenalina e cortisol, que podem potencializar o risco de hipertensão arterial e arritmias cardíacas.

Além disso, o estresse, a ansiedade, medo, excesso de perfeccionismo e preocupações demasiadas podem contribuir para a pressão alta emocional.

O que fazer para controlar a pressão alta emocional

Para a eficácia do tratamento da pressão alta emocional, o acompanhamento médico regular e o uso de medicação são fundamentais.

Estas ações devem estar acompanhadas de algumas mudanças de hábito, que devem ser adotadas pelo paciente, tais como:

Atividades físicas

Assim como acontece em outras situações, as atividades físicas são recomendadas, com o intuito de auxiliar o melhor funcionamento dos sistemas circulatório e respiratório, como também na redução de inúmeros problemas, como é o caso da pressão alta emocional.

Para saber qual a modalidade indicada para cada caso, bem como a intensidade com que deve ser realizada a atividade física, um médico e um profissional de educação física devem ser consultados.

Técnicas de relaxamento

Possivelmente você já tenha ouvido falar de ioga, meditação e mindfulness.

Todas essas técnicas são realizadas considerando uma respiração mais consciente que promove maior concentração, tranquilidade e equilíbrio.

Com maior foco na respiração, os pensamentos aleatórios são evitados, levando o paciente a abstrair-se dos sentimentos negativos, que são responsáveis pelo aumento do estresse no dia a dia.

Cuidado com a saúde emocional

Os cuidados com a saúde mental devem caminhar lado a lado com a saúde física. Isso porque os sentimentos e emoções são capazes de refletir no comportamento e a forma com que cada pessoa reage diante dos conflitos diários.

Ou seja, quanto maior for a preocupação com os problemas, maiores serão as chances de o corpo responder com irritação, tensão, ansiedade e nervosismo.

Com a finalidade de minimizar esses sintomas, a adoção de atividades direcionadas à melhora da saúde emocional é essencial. Apostar na busca pelo autoconhecimento e melhor desenvolvimento da inteligência emocional, por meio da psicoterapia, é uma excelente alternativa.

Invista em tempo para o descanso e lazer

Embora o trabalho seja importante para as pessoas, o tempo para o descanso e o lazer também se fazem extremamente necessários. De tal forma que ao reservar esse tempo para o lazer, é perceptível o bem-estar físico e emocional que a pessoa conquista.

Atividades como a leitura de um bom livro, passear, realizar exercícios ao ar livre e assistir um filme, ou qualquer outra atividade podem contribuir para a melhora da pressão alta emocional.

Fazer o acompanhamento da pressão arterial

É provável que ao adotar um estilo de vida saudável, ocorra a redução da pressão alta emocional.

No entanto, para acompanhar essa evolução é preciso fazer um monitoramento diário da pressão, que pode ser feito pelo próprio paciente, caso tenha um aparelho digital em casa.

Demais causas da hipertensão arterial

Do mesmo modo que a adoção de hábitos saudáveis podem diminuir a pressão alta emocional, estas ações reduzem significativamente as causas que levam ao quadro de hipertensão arterial. Tais causas são:

  • Obesidade;
  • Sedentarismo;
  • Estresse;
  • Sono irregular;
  • Tabagismo;
  • Alto consumo de sal;
  • Menopausa.

Qual valor da pressão é considerado normal ou alta?

Os valores de referência servem apenas como um parâmetro para a avaliação médica. Uma vez que para o diagnóstico final de hipertensão arterial seja necessária a realização de exames específicos.

Portanto, define-se 12×8 como uma pressão normal e acima de 14×9 como uma pressão alta. Para saber mais, vale a pena conferir o artigo Pressão alta: valores de referências para crianças, adultos e idosos.

Conclusão

O controle da pressão alta emocional é uma tarefa que por muitos pode ser considerada difícil. Visto que, lidar com emoções, sentimentos, requer um cuidado mais personalizado, já que cada pessoa é única e por esse motivo apresenta peculiaridades distintas.

Todavia, a orientação geral é de fato a adoção de ações que visem a melhora da saúde mental, tendo como resposta, a redução da pressão arterial.

Evitando ainda possíveis problemas no coração, que podem levar um paciente ao infarto.

Por isso, se você pretende pôr em prática as dicas acima, além de fazer um acompanhamento da sua pressão arterial, acesse o site da Maconequi e adquira hoje mesmo o seu aparelho de pressão digital.

Aqui você encontra artigos sobre hipertensão, além de indicações dos melhores produtos para melhorar a sua qualidade de vida e também dicas para prevenção desta e outras patologias relacionadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *