O que causa arritmia cardíaca?

A arritmia cardíaca é uma condição caracterizada pela falta de ritmo dos batimentos do coração. Ela pode ser um sintoma de algum problema físico ou psicológico ou ainda consequência de um desequilíbrio do próprio coração.

Quando o coração bate muito rápido, temos a chamada taquicardia, já ele bate mais lentamente do que o normal (60 a 100 batidas por minuto), temos a bradicardia. 

Outra dado interessante sobre a arritmia cardíaca é que ela pode ser benigna ou maligna. Ela é benigna quando não altera o desempenho das funções do coração e não oferece risco de morte  e é considerada maligna quando provoca sintomas que comprometem o andamento regular da vida do indivíduo e oferece risco de óbito ou graves sequelas. 

Mas você sabe o que causa a arritmia cardíaca? Pois bem, é para responder essa pergunta que elaboramos este texto. Acompanhe!

As causas da arritmia cardíaca

O infarto é um dos fatores que podem levar uma pessoa a sofrer de arritmia cardíaca. Ele acontece devido a acumulação de camadas de gordura dentro das paredes de uma artéria coronária que impede a circulação sanguínea chegue no local na quantidade necessária. Com isso, essa parte do coração que não recebe sangue suficiente, passa a sofrer um processo gradual de morte celular, causando necrose que pode levar à insuficiência cardíaca ou até mesmo à morte súbita. 

Mas como já mencionamos, o infarto é apenas um dos fatores que causam arritmia cardíaca. Além dele, são fatores que podem causar a doença:

  • Tabagismo
  • Sedentarismo
  • Sobrepeso e obesidade
  • Apneia do sono
  • Exageros na ingestão de bebidas alcoólicas
  • Distúrbios de tireoide
  • Hipertensão
  • Diabetes
  • Estresse
  • Crises de ansiedade
  • Predisposição genética

Sintomas da arritmia cardíaca

Os sintomas de arritmia não são contínuos, eles surgem de forma repentina, desaparecem e voltam a aparecer. E entre os sintomas, que podem afetar pessoas com o coração saudável ou aqueles que já possuem alguma doença cardíaca são os seguintes: 

  • Falta de ar
  • Dores no peito
  • Suor excessivo
  • Sensação de ter o coração mais lento ou acelerado
  • Desmaio súbito
  • Palpitações
  • Tontura
  • Palidez

Tratamento e prevenção da arritmia cardíaca

Há diversos tipos de tratamento para a arritmia cardíaca, e a escolha vai depender do  tipo de arritmia, da frequência em que ela ocorre e de qual a sua gravidade (benigna ou maligna). 

Nos casos mais leves, pode ser que não seja preciso nenhuma intervenção médica, apenas um melhor controle da saúde geral por meio de exames de rotina para o coração.  

Nos casos mais graves, pode ocorrer a prescrição de medicamentos antiarrítmicos ou a aplicação da desfibrilação ou cardioversão, um choque elétrico dosado no tórax para que o coração retome a bater no ritmo recomendado. 

Já quanto à prevenção, ela está associada à redução dos fatores de risco para doenças do coração. Assim, é indispensável o controle da pressão arterial, manter uma alimentação saudável e equilibrada, além de incluir atividades físicas na rotina.

A visita regular ao cardiologista também é fundamental para uma detecção precoce de doenças pré-existentes, caso elas existam. Só dessa forma, o paciente poderá tomar todos os cuidados necessários para evitar as arritmias.

Bem, agora que você já conhece as causas da arritmia cardíaca, confira outros artigos do nosso blog sobre hipertensão, como por exemplo, Dieta para hipertenso: quais alimentos devo evitar?

Aqui você encontra artigos sobre hipertensão, além de indicações dos melhores produtos para melhorar a sua qualidade de vida e também dicas para prevenção desta e outras patologias relacionadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *